Que acabe com a FIlosofia.

Atualizado: Jun 29

Eu acho ótimo.

Até porque, na Filosofia, a maioria dos alunos são BRANCOS e de classe média. Até porque, em Humanas, a maioria dos alunos são BRANCOS e de classe média. Aliás, em TODOS OS CURSOS UNIVERSITÁRIOS, a maioria é de BRANCOS de classe média ou alta.

Então, Bolsonaro, ao dizer que vai aplicar o "dinheiro do contribuinte" em cursos que dão "retorno a população" como "medicina, engenharia e veterinária",

Você está dizendo que vai investir em ESTUDANTES NEGROS, certo? Porque foi no governo do PT que o número de negros na universidade quase dobrou, chegando a quase 10% de estudantes negros no ensino superior, caindo vertiginosamente depois de 2016, pelo sucateamento das políticas de cota, e do ProUni, que foram consideradas uma revolução silenciosa. É claro que você, Bolsonaro, tá falando de retomar isso e botar pretos na faculdade de medicina, engenharia e veterinária, certo? Porque é ISSO MESMO que muitas pessoas negras sonham em ser, e advinhe: TÁ FALTANDO MÉDICO NEGRO. Engenheiro negro, alguém na platéia conhece algum? E veterinário negro? Porque, pro ex-ministro, curso superior não era pra todo mundo. Agora mudou? Vamo lá: Segundo o CREMESP, apenas 0,9% dos médicos paulistas são negros.

ZERO VÍRGULA NOVE não é um porcento, pra você que, como quer o presidente, sabe "fazer conta". "Sexta-feira, 19h,

entrada da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Por ali passam, nos 30 minutos que antecedem as aulas da noite,

356 brancos,

75 pardos,

16 amarelos e

6 pessoas de pele negra.

Sábado, 14h45,

entrada do bloco C do hospital Sírio-Libanês.

Passam pela catraca 195 pessoas:

169 brancos,

14 pardos,

seis amarelos e

6 pretos.

Desses últimos, um é segurança.

Domingo,

13h20, praça de alimentação do shopping Iguatemi de São Paulo, um dos mais luxuosos da cidade.

147 pessoas almoçam no local:

137 brancas,

sete pardas e três amarelas.

Nenhum negro.

Negros são 54% da população, (número atualizado pelo autor)

mas ainda são pouco presentes na elite brasileira. O que se constata nos passeios pelos redutos da elite paulistana bate com o levantamento feito pela Folha com 1.138 profissionais em postos de destaque na política, saúde, artes, Judiciário, universidade e política." Leia de onde sairam esses números, aqui.

Mas não para aí.

Apenas 2,7% dos que se formam em medicina são negros.

No serviço público, apenas 18% dos médicos são negros.

E muitos, confundidos com enfermeiros.

E apenas 30% deles se torna professor.

E há um projeto de extinção da figura do professor negro no ensino brasileiro.

Nem na porra dos seus ministérios tem negro, Bolsonaro. Nem o mercado liberalzão pra caralho tá dando oportunidade, porque o branco pega as melhores vagas.

NA VERDADE, VOCÊ QUER ACABAR COM AS COTAS PORQUE DISSE:

"EU NÃO ESCRAVIZEI NINGUÉM"

Mas, se você resolveu agora investir em profissões "úteis" (lembre-se que nenhum de seus filhos é médico, engenheiro ou veterinário, portanto, não devolveram caralho nenhum pro dinheiro do contribuinte), e a MAIORIA da população é NEGRA, e você quer tanto nesse cu formar médico, ó a chance. Abraça a oportunidade. Começa pagando um curso de engenharia pro Hélio Bolsonaro, pra ele sair desse emprego de poste - que é o que tu quer que ele seja - e deixa ele fazer algo pro dinheiro do contribuinte, construir umas casas e uns apartamentos que não caiam, como os da milícia do teu filho, por exemplo. Que acabe a Filosofia. Enche a medicina de preto. Enche a engenharia, o direito, a veterinária, a informática, a física, a porra toda de preto.

22 visualizações

Apoie vozes insiders independentes.

  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • Preto Ícone Twitter
  • Ícone do Youtube Preto
  • Preto Ícone Spotify

© 2023 por Anderson França e Su. Orgulhosamente criado com Wix.com