Haja insulina. O desvio de dinheiro de Bolsonaro.

Com latas de leite condensado custando 165 reais a unidade, Bolsonaro desafia a sociedade brasileira mais uma vez, pois a compra de alimentos do Planalto DISPENSA LICITAÇÃO, e pelo visto, pode ter tido um grave desvio de dinheiro.





No Dia da Gula, comemorado no dia 26 de janeiro, vamos escrever sobre: GULA. E vamos começar por esse grande e delicioso alimento, o sensacional LEITE CONDENSADO.

"depositar centenas de cheques, comprar vários imóveis à vista, fazer notas surreais de alimentação, comer 40 mil chicletes por dia. O Congresso não vota o impeachment se não quiser. "

Leite condensado, puro sabor, luxúria e diversão. Leite condensado pode ser usado para vários momentos. Eu tinha uma amiga, Sheila, que namorou Waldir, que era um segurança da Transpev que morava em Irajá, sujeito parrudo, cheio de tesão. Sheila andava sempre com DUAS latas de leite condensado na bolsa. Eu perguntei qual era a necessidade disso.


Sheila me explicou, com detalhes, que eu até hoje não consegui me reequilibrar espiritualmente. Sheila deu algumas finalidades pro leite condensado, no contexto do uso com o Waldir, que não há imprensa que tenha coragem de publicar. Se Rodrigo Maia lesse, ele ia enxugar a testa, gesto tradicional com o lenço branco, dobradinho no paletó, sempre que ele fica nervoser.


O leite condensado, duas pessoas nuas, uma glande e um clitóris.

Só posso ir até aqui.


O que importa é pensar que, nos Supermercados Guanabara, rede de mercados muito conhecida no subúrbio do Rio, uma lata de leite condensado custa, hoje, R$4,99.


Certo.

Se você for maior de idade e tiver uma companheira ou companheiro na manha do gato, e quiser fazer barba, cabelo e bigode na próxima oportunidade, se você comprar duas latas, são 10 reais.


Muito certo.

Agora, só digamos que você não esteja assim, tendo muitos encontros quentes e saborosos. Tá mais é no casamento mesmo, aquela coisa já sem muita inovação. Passa um desodorante e vai. Mas você gosta de fazer brigadeiro. Uma vez por semana. Tá, uma lata. Arredondando, 5 merréis.


Certíssimo.

MAS DIGAMOS QUE VOCÊ TENHA TERMINADO UM NAMORO. Aí o leite condensado te abençoa também, meu irmão, minha irmã. Digamos que você queira arrombar a tristeza, então vai comer leite condensado vendo Netflix, chorando igual uma catiora.

Vai, umas 3 latas, que tu tá triste, mas não quer deixar de caber na calça nova que comprou na Farm. Vráu, 3 dias de choro e ranger de dentes, com latinhas e colher. Que delícia libidinosa e acolhedora. Vira a latinha no alto, aquele fio de leitinho escorrendo pros lábios, e lágrima nos olhos, o ser humano é isso, meus amores. Cês querendo que o ser humano use pronome neutro, a gente é só um serzinho que come lata de leite condensado no fim do romance.


No entanto, digamos que você seja uma pessoa DESGRAÇADAMENTE CANALHA, esganada, uma draga vala que fica na porta da cozinha da casa de festa quando tem casamento, que aí tu já pega as coxinha saindo na mão do garçom, leva até um saco de mercado pra levar brinde, doce, salgado.


Então você quer comer uma lata, não, caralho, vamo brocar.

Você quer fazer uma mamadeira peniana com capacidade pra DEZ LATAS do leite brilhante. E você faz isso, todos os dias, TODOS OS DIAS.


Obviamente, você tem diabetes. Vai ficar cega no fim do mês. Ou se trata com cloroquina, que é ótima pra diabetes, diz o grupo do Zap. Eu meço minha diabete todo dia, tá na marca. Se eu tomar DUAS colheres de leite condensado, é já mandando mensagem pro SAMU, que vou entrar em coma.


Mas você não, porra. Tu tem histórico de atleta. Glicose boa. Então você toma DEZ latas de leite condensado por dia.

Isso, nos intervalos onde come outras coisas. Sagu, chiclete. Tu é todo trabaiado, tem uma agenda de começão. Refluxo? Zero. Êta mundão da gastronomia.


Dez latas, todos os dias. No mês, 300 latas. Mais ou menos, dependendo da pessoa de humanas que faz a conta.


Em reais: 4,99 x 300 = 1.497,00 por mês. Gosta de leite, hein meus consagrado? Saúde de ferro.


AGORA VEM COMIGO.

Em uma certa casa, em um certo lar, há uma pessoa que come

OITO MIL, QUINHETAS E OITENTA E SETE LATAS. DE LEITE CONDENSADO

POR DIA.


Eu disse: POR. DIA.

São TRÊS MILHÕES DE LATAS POR ANO.


Essa pessoa, numa certa casa, em um certo lar, ocupante de um determinado cargo público, come 8 MIL latas de condensado por dia.


Isso, no intervalo entre

QUARENTA MIL, DUZENTOS E QUARENTA E NOVE CHICLETES POR DIA.


Você é um satanás.

Você vive mastigando, meu amigo.


Mas você só come essas coisas entre as merendas.

Porque você toma café, almoça, janta e lancha umas duas vezes.

E come bem.

Só de bife, tu come SEIS MIL, CENTO E QUARENTA E DOIS QUILOS DE


F.I.L.É. M.I.G.N.O.N, porque a pessoa só come filé minhon, de novo:

POR DIA.


A vida é uma orgia alimentar em restaurante japonês em Curitiba, meu amor.


Tu imagina como é o dente de um cabra que come isso TODO DIA.

Pior, o que ele gasta de papel higiênico, porque um cara que come isso, ele, olha, não tem, você com todo respeito me desculpa,


mas o cara que come isso, ele antes de terminar o almoço, ele se levanta correndo, procurando o primeiro banheiro, mas o peido sai, e abre, escancara as portas da ética, da decência e da família, saindo um jato de bitonera de merda, mas é tanta merda que sai que molha o chão, quebra a janela, fica um jato de merda que vira uma cachoeira que sai da janela, irrigando as pranta. Você se arrasta no chão, e consegue chegar no banheiro, mas SEUS TRÊS FILHOS ESTÃO LÁ, porque eles comem isso tudo todos os dias, com você, e estão se destruindo nas trevas da merda, num único vaso. É como se um cagasse na boca do outro, e o último, no vaso. Uma CASCATA de merda.

E você do lado de fora virando caldo.


Depois toda a sua família entra no embalo,

e quando vocês vão no dentista, chega acaba o flúor da Oral B no Brasil, porque só a família de vocês acaba com tudo, fora o Omeprazol, o papel higinênico Neve dupla face, e haja estrutura de saneamento de esgoto nessa casa, que vive imersa nas lama de merda, E MESMO ASSIM VOCÊ NÃO PARA DE COMER CHICLETE E PORRA DE LATA,


OITO MIL LATAS DE

caralho, eu não tenho como acabar essa coluna que já tá toda infernizada.

Eu só quero dizer que, desde sempre, um miliciano sabe muito bem


depositar centenas de cheques,

comprar vários imóveis à vista,

fazer notas surreais de alimentação,

comer 40 mil chicletes por dia.


O Congresso não vota o impeachment se não quiser. Anderson França é escritor e diretor na Coluna de Terça Apoia.se/anderson

943 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo